Cuiabá (MT), 22 de janeiro de 2021 - 18:17

Cuiabá
Carregando...

? ºC

/

Governo MT

12/01/2021 11:25

Seduc faz parceria com o Google e avança na educação on line

Nova plataforma de ensino destaca-se pela facilidade de acesso e por possibilitar interação entre professores e estudantes

Andréia Fontes | Seduc-MT

O ensino na rede estadual de educação em Mato Grosso avança com a utilização de uma nova plataforma. A Secretaria de Estado de Educação (Seduc-MT) assinou um termo de cooperação técnica com o Google para a utilização do Suite for Education. Entre as novidades da nova plataforma classroom destaca-se a facilidade de acesso, a interação entre professores e estudantes e a possibilidade de realizar trabalhos em grupos.

Secretário de Estado de Educação, Alan Porto afirma que esta parceria vem para ampliar as possibilidades de ensino na forma on line. “A Seduc vai realizar capacitação de diretores, assessores e professores para esta nova realidade imposta pela pandemia. Além dos cursos, decidimos também buscar uma forma mais eficiente para as aulas ou trabalhos que não serão presenciais e a plataforma Google For Education traz avanços reais. Esta parceria inaugura novos tempos na educação”.

O termo de cooperação foi assinado pelo secretário Alan Porto e pelo diretor global de negócios do Google, Philipp Schindler. Não haverá custos para a Seduc e o termo tem duração prevista de cinco anos.

Mesmo que a decisão seja a retomada das aulas no sistema híbrido (presencial com revezamento), os estudantes terão estudo direcionado nos dias que não estiverem em sala de aula e a nova plataforma será uma ferramenta mais adequada.

Acesso fácil

O Classroom  pode ser acessado a qualquer hora do dia, de qualquer lugar, a partir de um dispositivo móvel conectado à internet, uma vez que 100% do material didático – livros, trabalhos, documentos, e-mails, agendas e tarefas – fica salvo automaticamente em nuvem.

Responsável pelo projeto que resultou no termo de cooperação, o professor Edevamilton de Lima Oliveira, do Núcleo de Tecnologia Educacional da Seduc, afirma que a pandemia da Covid-19 exigiu dos profissionais da educação o uso, de forma emergencial, das redes sociais e dos recursos tecnológicos.

Oliveira enfatiza que o processo pelo qual a educação passa agora já deveria ter acontecido, mas foi atrasado pela ausência de uma cultura mais educacional potencializada pelo digital na mediação e aprendizagens na educação básica. O desafio de superar preconceitos, a exemplo da Educação à Distância, precisa ser enfrentado nas e pelas práticas.

O professor enfatiza que o objetivo não é substituir o ensino presencial, mas ampliar as possibilidades e potencializar a mediação em tempos e espaços distintos, implantando o modelo híbrido na educação básica.

Implantação

Com a assinatura do termo de cooperação entre Seduc e Google, a secretaria inicia o processo de implantação da nova plataforma de ensino. O professor Edevamilton Oliveira explica que o primeiro passo é a criação de e-mails individuais para todos os estudantes, professores e gestores.

Em seguida, vem a fase da enturmação, que é a criação das turmas para que todos os professores possam acessar, disponibilizar suas aulas (roteiros digitais) e realizar a interatividade necessária para o sucesso da aprendizagem do estudante.

Para tanto, foi planejada a terceira fase, para, antes da utilização de fato da plataforma, os professores sejam capacitados pela Seduc. Serão 100 horas, divididas em três etapas. Na primeira fase serão 20 horas para formação dos professores para uso do AVA Clasroom e os demais APPs do Google for education.

Depois vem um curso intermediário, com 40 horas, que vai mostrar como a plataforma pode ser utilizada como recurso tecnológico de interação entre os professores e estudantes. Por último serão mais 40 horas para que os professores aprendam a construir roteiros digitais e a usarem os objetos digitais de aprendizagem. A capacitação deve começar ainda neste mês.

“O objetivo é que os professores tenham confiança e domínio dos recursos tecnológicos nos processos de mediação e aprendizagem dos estudantes, de sua aprendizagem e do grupo”, ressaltou o secretário Alan Porto sobre a capacitação.

Vantagens

Os aplicativos possibilitam uma máxima interação entre os estudantes durante tarefas e o desenvolvimento de atividades escolares, como trabalhos em grupo, por exemplo.

Professor e aluno também poderão ter uma integração maior, com contato imediato on line e discussão em fóruns, por exemplo.

Não há limite para armazenamento de materiais e o Google garante segurança total dos dados inseridos.


Plenário Mato Grosso - Central de Notícias, aqui você é informado com *Credibilidade **Dinamismo ***Seriedade e ****Conceito

Plenário Mato Grosso

Rua João Bento, 592-A
Bairro Quilombo
Cuiabá - Mato Grosso

plenariomtcomercial@gmail.com

imprensaplenariomt@gmail.com

contato@plenariomt.com.br

Busca

Redes Sociais

Nota
Crie seu novo site Go7
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo